Assim como as plantas, nós também hibernamos…..

Sim, infelizmente, nós deixamos o blog um pouquinho de lado este inverno, entretanto com a proximidade da primavera voltamos a ativa e estaremos mais presente por aqui.

Por isso, resolvemos hoje postar fotos de um novo projeto que tem nos trazido muita alegria desde seu início e também tomado um bom tempo de dedicação para o plantio nos meses sem “R”.

Neste projeto respeitar as condições climáticas do local é primordial, uma vez que o jardim se localiza no meio da pampa gaúcha e está exposto a um clima de extremos. No verão, nossas plantas enfrentarão calor de 40c e agora no inverno (quando estamos realizando o plantio) estão sendo castigadas pelo vento gelado, geadas intensas e temperaturas abaixo de 0C.

Árvores de grande porte , alguns maciços de arbustos resistentes e grandes áreas gramadas serão a marca registrada da propriedade.  Nossos projetos de macropaisagismo, como esta sede de estância, buscam sempre usar árvores da mesma espécie agrupadas que de longe sejam percebidas pelo conjunto. Sendo assim, na entrada da propriedade, bordeando a barragem, teremos lindos liquidambars que logo estão brotando e saindo de seu período invernal. Emoldurando a propriedade colocamos grupos de taxodiuns, plátanos e álamos e pontualmente teremos lindas oliveiras. Para o extrato mediano do projeto teremos canteiros de capim pennisetum (Pennisetum setaceum), pitosporo anão (Pittosporum tobira ‘nana’) e lavandas (Lavandula angustifolia) que trarão para o projeto forma, cor e movimento com uma baixa manutenção e boa adaptação ao local.